Fossas Sépticas

Limpeza de fossa septica

Dentre todos os tipos de fossas existentes (como já tratado neste artigo link), a fossa séptica é a mais utilizada. Ela existe para suprir a restrição do saneamento básico que não ultrapassa as áreas urbanas das cidades. Por conta disso, as fossas sépticas são utilizadas em regiões distantes das áreas centrais, em bairros isolados e na zona rural.

Tem como função principal a transformação físico-química dos elementos provenientes do esgoto doméstico com o objetivo de separar os elementos sólidos dos líquidos.

Para que a transformação dos dejetos de esgotos possa ser realizada, as fossas sépticas precisam ser compostas por:

• Câmara de decantação: Onde os dejetos líquidos são separados dos sólidos;
• Câmara de digestão: Local onde a matéria decantada é acumulada e quebrada através do processo químico;
• Câmara de escuma: Espécie de reservatório para armazenamento de material não decantado e menos denso do que a água;
• Despejos: Todo material líquido eliminado por uma residência (como de pias e chuveiros) também participam dos processos de separação nas fossas sépticas através dos despejos;
• Lodo digerido – Depois da decantação, o líquido denso proveniente do processo de digestão fica armazenado no fundo da fossa séptica num compartimento específico para ele.

Considerando todos os elementos que compõem a fossa séptica, será mostrado agora sua forma de funcionamento. O processo inicia-se com a retenção de todo o esgoto no primeiro compartimento por 24 horas. Durante esse tempo, inicia-se o processo de decantação, objetivando separar os sólidos dos líquidos. Nesse momento, o material sólido é depositado no fundo da fossa e transforma-se em um material líquido denso denominado lodo digerido. Uma outra parte menos densa do que a água, como óleo, por exemplo, fica retida na parte superior da fossa e armazena-se na câmara de escuma. A partir de agora inicia-se o processo de digestão do lodo através de bactérias anaeróbias que tem a função de anular a ação de microorganismos patogênicos. Nesse processo, os dejetos sólidos são consideravelmente reduzidos e os gases são estabilizados. O material líquido livre de impurezas ainda precisa passar por um filtro anaeróbio (composto por brita filtrante) para então ser deslocado para o sumidouro, a partir de onde estará preparado para retornar ao meio ambiente.

Mas todo o processo de eliminação e tratamento de esgoto através das fossas sépticas não termina por aqui. Periodicamente, todo o material sólido acumulado precisa ser retirado e a fossa séptica impermeabilizada. Desta forma, é necessário a contratação de uma empresa especializada para a manutenção e retirada do material utilizando técnicas específicas para este fim.



A Limptec desentupidora é especialista no desentupimento e limpeza de fossas. Utiliza técnica de hidrojateamento para sucção e eliminação de todo material sólido acumulado nas fossas. Além de limpar, impermeabilizar e desentupir, a Limptec é certificada pela Sabesp para o correto descarte desse material em local apropriado, livre de possibilidade de ocorrência de danos ambientais.

A Limptec Desentupidora trabalha 24 horas por dia de prontidão para solucionar problemas de entupimento de fossas, atendendo os quatro cantos da capital paulista, cidades da grande São Paulo e as principais cidades do interior e litoral.

Limptec. Solucionando com eficiência, rapidez e qualidade.

Fontes: Infoescola, wikipedia