Baratas Afins

– Baratas, você quer que eu escreva um texto sobre baratas?

– Sim, qual o problema de escrever sobre baratas?

– Eu sou um poeta…

– E poetas não podem escrever sobre baratas? Kafka não escreveu uma novela sobre isso?

– Kafka não era um poeta, aliás, ele era um gênio e eu não sou. Na novela, um dia, um sujeito acorda transformado em uma barata. O que eu vou falar sobre uma barata?

– Você pode dizer que a barata é uma das formas mais antigas e primitivas da Terra, sobreviveu às grandes transformações do planeta, ela é anterior ao homem, inclusive.

– Mas isso todo mundo sabe, seria como dizer que a barata é nojenta.

– Ou poderia fazer uma tese sobre o pavor que certas pessoas, notadamente as mulheres têm de barata.

– Mas eu também não sou psicólogo…

– Pode escolher outro tema, entupimento de canos, por exemplo…

– Não tem outro tema mais interessante? Baratas, canos entupidos…

– Pois é, são temas chatos, mas que fazem parte do cotidiano de todas as pessoas, quem nunca teve uma pia entupida? Quem nunca topou com uma barata no meio do caminho?

– Tinha uma barata no meio do caminho. Olhe a poesia aí novamente.

– O fato é que não há muita poesia em uma barata ou no entupimento de uma pia. São pragas diferentes que atormentam as pessoas, desde quando criaram o primeiro encanamento e a barata deu o ar da graça, aliás, antes do ser humano.

– Filosoficamente podemos dizer que baratas e canos entupidos são os grandes problemas da humanidade?

– Não é preciso exagerar, mas tanto uma quanto o outro precisam de controle, as baratas de prevenção e os canos de manutenção. São assuntos para especialistas, gente que sabe como evitar ou acabar com as dores de cabeça provocadas por eles.

– Bom, antes que a gente chegue à conclusão de que baratas e entupimentos são assuntos para Sartre ou Nietzsche, podemos dizer que temos um texto sobre baratas. Ou sobre entupimento de canos.

– Um diálogo quase filosófico, conforme a tradição. Mas o próximo texto você vai escrever sozinho. O tema pode ser cupins… ou pernilongos.